In Brazil: +55 11 4837-5713
In US: 305 395.6695

Quem será afetado pela EO-2 do presidente Trump?

trump

A Suprema Corte americana decidiu analisar o processo de proibição de viagens quando o outono começar em outubro de 2017. Entretanto, o Tribunal permitirá que a administração implemente partes da segunda ordem executiva do presidente Trump (EO-2), que proíbe a entrada de naturais do Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen nos Estados Unidos por pelo menos 90 dias e suspende a admissão de todos os refugiados por 120 dias.

Em uma decisão restrita, o Tribunal decidiu que o governo só pode fazer cumprir a proibição de viagem contra estrangeiros que não possuem “uma reivindicação crível de um relacionamento de boa-fé com uma pessoa ou entidade nos Estados Unidos”.

O que isto significa que indivíduos dos seis países poderão entrar nos Estados Unidos se tiverem um “relacionamento familiar próximo” com alguém já no país ou se eles tiverem um relacionamento “formal, documentado” com uma entidade americana formada “no Curso normal “de negócios. No entanto, o Tribunal disse que tais relações não podem ser estabelecidas com o objetivo de evitar a proibição de viajar. O governo provavelmente começará a aplicar a proibição de viagem de forma limitada, permitida pelo Tribunal Superior em 29 de junho de 2017.

Quem provavelmente poderá entrar nos Estados Unidos?

-Pessoas que possuem vistos de imigrantes ou não imigrantes válidos emitidos em ou antes de 26 de junho de 2017: essas pessoas não estão inclusas na proibição de viajar.

-Indivíduos com vistos que vêm morar ou visitar membros da família: a ordem da Corte é clara para os indivíduos que “desejam entrar nos Estados Unidos para viver ou visitar um membro da família” têm relações familiares próximas. O Tribunal usou tanto um cônjuge quanto uma sogra como exemplos de relações qualificadas, mas não está claro se os parentes mais distantes se qualificariam.

-Estudantes que foram admitidos em uma universidade dos EUA, trabalhadores que aceitaram ofertas de emprego com empresas dos EUA e palestrantes convidados a dirigir-se a uma audiência americana. O Tribunal forneceu esses três exemplos de indivíduos que têm reivindicações críveis de um relacionamento de boa-fé com um americano entidade.

-Outros tipos de viajantes de negócios: não está claro se indivíduos com vistos baseados em emprego que não exigem um empregador peticionário poderão demonstrar o relacionamento necessário com uma entidade dos EUA.

– Refugiados: a maioria dos refugiados tratados no exterior tem conexões familiares ou outras com os Estados Unidos, inclusive com agências de reassentamento de refugiados. O Tribunal decidiu que tais indivíduos não podem ser excluídos, mesmo que a tampa de 50 mil em refugiados tenha sido atingida ou excedida.

Quem pode ter problemas para entrar nos Estados Unidos?

– Indivíduos que formam relações de boa-fé com indivíduos ou entidades nos Estados Unidos após 26 de junho de 2017: a decisão do Tribunal não é clara se é prospectiva ou retrospectiva. Os indivíduos que formam tais relacionamentos para evitar a proibição de viajar são proibidos de entrar.

-Turistas: Os nacionais dos países designados que não estão planejando visitar membros da família nos Estados Unidos e que estão vindo por outros motivos (incluindo visitas turísticas) podem ser impedidos de entrar. O teste real virá quando o governo implementar a ordem, que será objeto de intenso escrutínio pelas organizações de direitos humanos, muçulmanas, imigrantes e refugiados. Inegavelmente, a decisão do Supremo Tribunal abriu a porta para mais confusão e litígio nos próximos meses.

 

Texto fornecido pela AILA e American Immigration Council

3 Responses to “Quem será afetado pela EO-2 do presidente Trump?

  • Rafael Moura
    2 anos ago

    Eu sou brasileiro, estou querendo ir para os USA. Eu tenho alguma restrição, ou é apenas para as pessoas dos países citados?

    • admin
      2 anos ago

      Olá Rafael, apenas dos países citados.

WhatsApp chat